Arquivo da categoria: compromisso social

Dia Internacional da Síndrome de Down

Olá pessoas,

não ando postando porque estou de férias, de boas, acompanhando o momento político do país (perplexa) e ouvindo muito e falando pouco sobre tudo (na medida do possível, porque eu falo pra caramba).

Mas hoje não poderia deixar de postar alguma coisa sobre essa data, o Dia Internacional da Síndrome de Down. Descobri, pesquisando para postar, que a data foi escolhida fazendo alusão à trissomia do cromossomo 21, a condição genética da Síndrome de Down. A data é comemorada desde 2006. Mais info aqui.

Não sou super entendida no assunto, mas gostaria de deixar minha contribuição para refletirem sobre a data.

Primeiro quero indicar um vídeo que derruba qualquer visão capacitista sobre a Síndrome, que é lindo!

Dá só uma olhada:

PS: eu até questiono porque direcionar o vídeo à mãe e não aos pais, mas não tira o mérito dele.

Depois, um podcast que discute acessibilidade e, apesar de não falar desse assunto especificamente, discute o que é “deficiência”. A parte que eu gosto mais é quando uma das meninas  explica a deficiência centrada nos limites da sociedade e não na condição individual. Entendeu? Não? Ouve que você entende! hahaha

Boa semana pessoal!

Beijos.

 

 

 

 

Anúncios

Resenha: Viva a Liberdade

Oi Pessoal,

tudo bem?
Hoje a resenha é sobre um filme que assisti em 2014, quando ainda existia o Cine Topázio, e acabei não conseguindo contar sobre o filme na época.
O filme é o Viva a Liberdade.
Ficha técnica:

Viva a Liberdade

Título Original: Viva La Libertà
Ano: 2013

Diretor: Roberto Andò

Roteiro: Roberto Andò, Angelo Pasquini

Elenco Principal: Toni Servillo, Valerio Mastandrea, Valeria Bruni Tedeschi

Gênero: comédia, drama

Nacionalidade: Itália, França

Sinopse: Enrico Oliveri (Toni Servillo) é o candidato do partido de esquerda. Sua candidatura vai muito mal e ele enfrenta oposição até mesmo dentro do partido. O candidato some sem avisar ninguém.Seu assessor Andrea Bottini (Valerio Mastandrea), conversa com a mulher do senador Anna Oliveri (Michela Cescon) e pede autorização para resolver o problema de uma forma bem inusitada: chamar o irmão gêmeo de Enrico, que fora recém liberado de um manicômio, o filósofo e professor Giovanni Ernani (também interpretado por Toni Servillo),  para assumir seu papel por um tempo.
O resto eu não conto, só pra deixar vocês curiosos mesmo hehehe

Continuar lendo Resenha: Viva a Liberdade

Feira do Produtor de Valinhos

Fala pessoal,

tudo bem?
Desde que mudei pra Valinhos, no final de novembro, adquiri o hábito de procurar notícias sobre a cidade no site da Prefeitura, no Pé de figo e onde mais aparecer…rs
Numa dessas, descobri, sem querer, que Valinhos já tem há 10 anos uma feira semanal direto com os produtores do município.
Achei a feira muito interessante porque costuma sair mais barato que no supermercado e você ainda tem a possibilidade de comprar direto do produtor e diminuir a pegada ecológica do seu consumo, pois elimina uma parte do transporte.
Ainda por cima, o pessoal lá é muito simpático.
Então, eu sugiro que dêem uma passada lá pra conhecer. Vale a pena!
A feira acontece aos sábados (no horário oficial das 7h às 11h, mas tem gente lá a partir das 6h30. Quanto mais cedo, melhores as compras. eu sofro!) no Pavilhão de Frutas do Parque Municipal  “Monsenhor Bruno Nardini” (mais conhecido como Festa do Figo). O endereço é:  R. Dom João VI, 82 – Jardim Planalto, Valinhos – SP. Tem estacionamento em frente ao pavilhão pra facilitar as compras.
Vai que é legal!
Um beijo e até a próxima!

Dica importante!

E aí pessoal,

tudo bem?

Semana passada não consegui fazer minhas postagens e estou com muita coisa que queria ter escrito, mas não deu tempo 😦 (estão lá os posts salvos no rascunho, mas em breve eu publico)

Estou desde semana passada finalizando uns projetos de trabalho, eis o motivo do sumiço. Prometo que após finalizá-los, tiro o atraso hehehe

Passei hoje só pra uma dica rápida, porém super importante!

Não sei se vocês conhecem a ONG Criança Segura. É uma organização não governamental e sem fins lucrativos, que busca a prevenção de acidentes de diversos tipos com crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. É ligada à Safe Kids World Wide (rede internacional com o mesmo objetivo).

Conheci a ONG por causa do meu trabalho na área de educação para o trânsito, mas fiquei encantada pelo que eles fazem em diversas áreas de prevenção.

Estou falando dela hoje porque acabei de receber a divulgação de que estão abertas as inscrições  para uma turma do Curso on-line para familiares e responsáveis. Ainda não fiz esse curso especificamente (pretendo fazer quando estiver grávida), mas conheço muitos materiais educativos da ONG e garanto que são excelentes. Recomendo o curso para todos que têm crianças na família.

As inscrições vão até 14/07, mas são só 100 vagas, não deixem para última hora!

Mais informações podem olhar aqui.

Beijos e até logo!

Fast Fashion

Durante minha pós, no módulo de Responsabilidade Social, tivemos que pesquisar a respeito de um tema que estivesse ligado à sustentabilidade: decidimos fazer nosso trabalho sobre Fast Fashion.

Para fazer o trabalho, pesquisamos algumas empresas queridíssimas do público feminino quando se trata de vestuário e acessórios. Eu já imaginava que não houvesse uma preocupação muito grande com a questão da sustentabilidade, mas os resultados foram pior do que eu esperava.

Não é de hoje que ouvimos falar de escândalos com marcas famosas por causa de negócios duvidosos ou exploração do trabalho escravo para produção… mas será que damos a verdadeira importância a isso quando vamos fazer nossas compras?

Quando fizemos o trabalho, tentamos pesquisar 4 grandes redes de varejo de vestuário no Brasil. Encontramos pouquíssimas informações oficiais a respeito das empresas e sua forma de fazer negócios (transparência, oi!), vimos notícias sobre problemas trabalhistas e denúncias de exploração e assédio moral em duas das empresas e nenhuma delas demonstrou preocupação em saber se os produtos comprados de outras marcas obedecem a um padrão mínimo de cuidado com o meio ambiente e respeito ao trabalhador. Foi triste perceber isso e saber ainda por cima que vivo deixando meu dinheirinho nessas lojas…

Além disso, o próprio conceito de fast fashion causas alguns problemas socioambientais, como o consumo exagerado de roupas que, por sua vez, terão como impacto um consumo cada vez maior de matérias primas (sabe quanto de água usa-se para fazer uma calça jeans?).

Por esse e outros motivos, gostaria de deixar dois  desafios para você:

– Que tal antes de comprar a próxima peça de roupa pensar se você realmente precisa disso?

e…

– Antes de escolher a loja onde irá comprar suas roupas, procure saber mais sobre ela e se os valores que ela exerce em seu negócio são compatíveis com os valores que são importantes para você.

Eleições 2012 – Dicas para a escolha do candidato

Sempre gostei de participar da vida política de minha cidade, mas depois que comecei a trabalhar em órgão público, percebi o quanto é importante fazer uma escolha consciente durante as eleições e, ainda mais importante, cobrar do seu/sua candidato(a) uma postura coerente com o que prometeu.

Infelizmente, vejo muita gente que apoia candidatos esperando receber algo em troca (vamos combinar que esse é um dos starts da corrupção). Mas, eu procuro aquele/a que vai ser o melhor para a cidade em que vivo e tenho utilizado alguns critérios ao escolher para quem vai meu voto e apoio. Para quem ainda não escolheu seu/sua candidato/a, aí vão as dicas para saber se deve votar mesmo naquela pessoa em quem pensou:

  1. Essa pessoa demonstra integridade? Você pode observar se seu discurso e prática são coerentes entre si. Como este ano as eleições são municipais, isso fica mais fácil de perceber.  Provavelmente tem alguém da sua região, do seu trabalho ou comunidade religiosa se candidatando e que virá pedir seu voto. Além disso, tem aqueles que já são figuras públicas em sua cidade e alguns atos já são conhecidos de todos. Você também pode pedir referências a pessoas de sua confiança. Não se esqueça: se antes do mandato a pessoa já não mostra integridade, não vai ser depois que ela vai demonstrar.
  2. As propostas de gestão para a cidade vão de encontro com o que você acredita? “Em que tipo de cidade você quer viver?” – esse é o tipo de pergunta que o/a candidato/a tem que saber responder rapidamente e ainda apresentar propostas concretas do que vai fazer, caso eleito/a, para alcançar esse objetivo (cuidado com promessas genéricas ou irrealizáveis). Se o que ele/a responder for de acordo com suas expectativas, ponto pra ele/a.
  3. Quais os meios que ele/a utiliza para fazer campanha? Pelos próprios métodos que o/a candidato/a utiliza, você poderá observar se apresenta uma proposta coerente, honesta e sustentável. O/a candidato/a promete um alto cargo dentro do governo para A ou B em troca de apoio? Dá cestas básicas e outros itens em troca de votos? Faz campanhas milionárias com dinheiro de origem duvidosa?
  4. Quais as alianças que ele/a constrói? Muitos candidatos fazem alianças incoerentes e, inclusive, com pessoas que já demonstraram total falta de integridade só  para ganhar mais tempo de veiculação da campanha no horário eleitoral gratuito. Pense: com quem mais ele/a vai se juntar e quais interesses vai defender, caso eleito/a?

Bem, essas são minhas dicas. Lembre-se que as consequencias de suas escolhas duram, no mínimo, 4 anos. Boas eleições!