A visão vertical no GTD

Oi pessoas,
como vão?
Hoje vou falar de uma das partes mais interessantes do GTD, pelo menos para mim: as diferentes perspectivas que você pode ter sobre uma mesma ação. Na verdade, o autor não fala muito sobre o tema no livro… aprendi pesquisando em outros blogs e, no caso da visão a 50.000 pés, eu defini a partir de outros autores.
Fiquei sabendo quando estava pesquisando pra série que David Allen escreveu um livro depois, chamado no Brasil de “Faça Tudo Acontecer”, onde ele explica melhor o eixo vertical e como traçar esses pontos.
Fiquei com vontade de ler o livro. Se eu conseguir, vem para as resenhas!
Bom, explicando o que eu já sei: o objetivo do GTD não é que você apenas execute suas tarefas diárias, mas que você as faça sendo coerente com seu propósito de vida. Aliás, a ideia é te ajudar a encontrar esse propósito.
Eu acredito até que o David não detalhou muito isto no primeiro livro para que você se acostume/aprofunde no método, crie novos hábitos, tenha uma produtividade melhor e, aí sim, com a cabeça “limpa”, consiga alcançar vôos mais altos e uma perspectiva do todo na sua vida (lendo o segundo livro… hehe).
Podemos então olhar nossas atividades em geral e definir nossas prioridades a partir de 6 níveis, começando de baixo para cima:

Decolagem: É a lista de tarefas a concluir, na sua vida profissional e pessoal. O que você precisa fazer neste momento. Basicamente, tudo que falamos até agora, está no nível de decolagem.
10 mil pés: é a sua lista de projetos. Já expliquei rapidamente sobre a definição de projetos e hoje ainda falo um pouco mais sobre isso.
Só uma curiosidade: David Allen diz que uma pessoa comum tem, em média, 60 projetos em andamento na sua vida ao mesmo tempo e isto está em constante atualização, seja por concluirmos os projetos ou pela inclusão de novos no dia-a-dia.
20 mil pés:  Aqui diz respeito às áreas-chave pelas quais você tem uma responsabilidade contínua ou quer focar em realizações. Cada pessoa tem em média 10 a 15 áreas (ou um pouco mais), ligadas aos papeis que ela desempenha na vida.As áreas podem ser: saúde, família, trabalho, finanças, espiritualidade, educação etc. É importante sempre avaliar suas áreas de foco, para saber se está equilibrando sua energia nos seus diferentes papeis e se está alcançando os resultados desejados para cada um deles.
30 mil pés: Suas metas e objetivos de 1 a 2 anos.
40 mil pés: sua visão de três a cinco anos para as áreas de sua vida.
50.000 pés: Seu propósito de vida.
David explica pouquíssimo sobre esses 3 últimos níveis, mas esses links vão explicar um pouco mais sobre o tema (1, 2 e 3).

Bom, agora vamos aos projetos!
Projeto é qualquer resultado que você deseja alcançar e exige mais de uma ação para ser realizado. Bato na tecla dessa definição, porque para mim, pelo menos, foi difícil me acostumar com ela na prática, pois é muito diferente do que utilizamos em outros métodos de organização.
David também dedica uma parte significativa do livro para falar sobre os projetos. Mas, já tem muita coisa escrita sobre isso e vou deixar referências no final pra vocês!
Uma das coisas que eu acho legal destacar é: faça o planejamento da forma mais natural possível. Você não precisa seguir um super método ou preencher formulários gigantes para definir seus projetos, apenas planeje da forma que já faz naturalmente. Ele dá um “guia” para descrever esse processo mental:
1. Definir o objetivo e princípios
2. Visualizar o resultado
3. Fazer o brainstorm
4. Organizar
5. Identificar as próximas ações
Percorrendo esses 5 passos, você já tem um planejamento do projeto em mãos e pode começar a executar. Lembrando que, as próximas ações definidas vão para as suas listas por contexto ou agenda.
Outra dica importante é que você precisa ter uma lista dos seus projetos para consultar na revisão e para ter clareza de quais projetos está realizando neste momento da sua vida, quais são os seus veios abertos.
Essa lista eu tenho, claro, no Evernote (amor eterno hahaha), mas você pode ter num arquivo de texto, no email, num papel… sem regras!
Abaixo alguns links explicando sobre projetos, mas tem vários:
Aquele artigo do Mude nu que sempre está por aqui
Se tiverem alguma dúvida, sugestões de links ou quiserem contar como fazem o gerenciamento de projetos no GTD, postem nos comentários!
Beijos e até a próxima!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s