Planejando as férias

Hoje, falta exatamente um mês para minhas férias.

Como eu disse esses dias, gosto de planejar férias e feriados. Vou contar então como planejo minhas férias (passo-a-passo):

1. A escolha:

Uma coisa bacana do meu trabalho é  a possibilidade que tenho de escolher o melhor período para tirar férias. Posso dividir meus 30 dias em dois períodos, sendo que cada um precisa ter no mínimo 10 dias (mas posso fazer 11 e 19 dias, por exemplo) e, dentro do período aquisitivo, posso escolher qualquer data.

Então, eu sempre adoto esses critérios: divido minhas férias em dois períodos e planejo as duas datas, para conseguir definir quantos dias vou tirar em cada; considero a melhor forma de aproveitar os feriados e sempre evito altas temporadas porque tudo fica mais cheio e mais caro (janeiro e julho sempre estão fora de cogitação pra mim, exceto esse ano que tirei em julho para evitar sair de férias na Copa). Também priorizo tirar férias em um  momento mais tranquilo no trabalho. Agosto e setembro estão fora de cogitação para mim, porque praticamente todos os eventos de grande porte da minha área são preparados em agosto e acontecem em setembro.

2. As finanças:

Hoje eu já consigo ter uma ideia de quanto vou receber em cada férias e programar o uso que vou fazer desse dinheiro: colocar contas em dia, fazer uma viagem, comprar algo que estamos precisando etc. Nesse momento preciso considerar também o valor do salário que vou receber após as férias e já deixar dinheiro reservado para as contas que virão. A partir desse planejamento financeiro é possível programar minhas férias.

3. Programação

Com o orçamento pronto, posso planejar se vamos fazer ou não uma viagem e para onde será. Geralmente aproveitamos as férias para fazer pelo menos uma viagem curta em cidades do Estado de São Paulo.  Fazemos no meio da semana, porque aos finais de semana meu marido sempre tem compromissos de trabalho. Já separo na agenda os dias em que a viagem será feita.

Para viagem mais longas, o planejamento é feito com mais antecedência (6 meses a um ano). Mas faz tempo que não fazemos.

Após separados os dias para viagem, é a hora de planejar  as atividades e fazer uma programação diária: como faço para os feriados, prevejo quais atividades ou passeios farei em cada dia das férias, dando sempre uma folga para imprevistos ou para uma programação espontânea que surja.

A ideia não é amarrar todos os meus dias de férias, mas me dar um norte do que eu preciso fazer em cada dia e não ficar no facebook ou dormir até às 12h. Na verdade na minha vida em geral sou assim: só me organizo tanto senão fico totalmente perdida no mundo sem saber o que fazer.

4. Planejar saída e volta do trabalho

Essa etapa é muito importante! Como trabalho com diversos projetos que envolvem inclusive outras pessoas, antes de sair de férias faço um check-list de atividades, que começo um mês antes (o bacana é que acabo fazendo dois balanços anuais):

a) Levantamento de todas as pendências de cada projeto de trabalho e área de foco. Anoto sempre no evernote.

b) Encaminhamentos dessas pendências. Tento resolver todas antes de sair de férias e aquelas que não consigo, registro em um e-mail com orientações a outra pessoa que possa responder durante minhas férias.

c) Aviso aos colegas de equipe e parceiros: isso fica cerca de uma semana antes das minhas férias, assim as pessoas não se esquecem com facilidade, mas têm tempo de me procurarem para pedir algo ou tirar dúvidas.

d) Dois dias antes de sair de férias, costumo enviar um e-mail à minha chefe direta com um “relatório” dos projetos que estou tocando no momento, quais vão ficar parados enquanto estou de férias, quais foram delegados e para quem (também coloco quais informações eu passei para essa pessoa) e com informações sucintas sobre cada um deles. As pendências já resolvidas e as não resolvidas também vão para esse relatório. Dependendo do ano, esse relato é só por conversa mesmo.

e) Fazer inveja para todo mundo e lembrá-los que vou sair de férias!!! (esse passo eu não recomendo hehehe)

f) Escrever uma nota no Evernote,  que irei colocar no Arquivo de Referência Rápida (agora estou usando o GTD para me organizar) para o dia que vou voltar de férias, como um lembrete para me situar de volta. Lá eu escrevo quais projetos encaminhei e preciso de retorno, quais pendências que não haviam sido resolvidas e em que pé estavam, a senha de acesso à internet e a senha do telefone (sou dessas que esquece).

g) Levar a carteira de trabalho para anotação no RH

5. Fazer compras

Essa etapa também é importante. Caso eu vá viajar ou precise comprar algo para as atividades que me planejei (por exemplo, de artesanato), também procuro fazer as compras com antecedência ou separo o primeiro dia de férias para isso. Nesse caso, conforme vou planejando as atividades, também preparo uma lista de compras.

E vocês, planejam as férias? Como fazem?

Beijos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s