A escolha da pós graduação

Estou terminando em novembro minha pós graduação. Cursei especialização em educação corporativa. Gostei muito do curso e o investimento valeu a pena. Gostaria de contar um pouco pra vocês como foi minha escolha.

Sei que já não é fácil escolher qual graduação fazer. Eu particularmente tive sorte: com 17 anos decidi que ia prestar o vestibular para pedagogia, prestei em duas universidades públicas e passei no “susto”. Entrei no curso sem saber ao certo se era realmente o que eu queria, mas ao longo do tempo descobri que era uma ótima escolha e realmente gosto do que faço.
Talvez se não tivesse feito estágio onde trabalho hoje e tivesse ido trabalhar em escola ou ONG não gostaria tanto, mas minha vida profissional sempre tomou rumos muito interessantes desde 2004 (quando entrei na faculdade).
Agora, pra escolher a pós achei um pouco mais complicado. Primeiro que eu não sabia ao certo quando deveria fazer a pós. Eu me formei em julho de 2008 e já com emprego fixo (concurso público), recebendo convites para fazer outros projetos fora do trabalho… enfim eu já sabia o que queria fazer da minha vida profissional, mas não me sentia madura o suficiente para entrar na pós. Então em 2011, 3 anos após me formar, decidi que era a hora. Já estava pesquisando há mais ou menos um ano qual seria o curso mais interessante para mim.
Então, procurei cursos das áreas de educação e gestão de pessoas, em inúmeras instituições. Optei pela que cursei pelos seguintes motivos:
1. Tinha o curso que mais atendia às minhas necessidades e área em que quero atuar. Hoje para nós, pedagog@s, o mercado está se ampliando muito. Por isso queria uma especialização que me mostrasse uma parte do mercado que me interessa muito mas que eu conhecia pouco: as corporações. Gostei muito dos conteúdos propostos para o curso.
2. Era uma instituição séria e bem reconhecida no mercado. nem preciso falar que um bom nome faz muita diferença em seu currículo.
3. Era próximo do trabalho: ok, preguiça na hora de escolher um curso que você vai ralar pra pagar não é muito inteligente, mas se eu podia ter um curso legal, em uma instituição séria e perto do meu trabalho, não tinha como descartar esse fator em comparação com outros cursos. Menos tempo de deslocamento significaria mais tempo pra estudar e me dedicar a outras áreas importantes da minha vida. Sempre penso nisso.
4. O preço era ótimo. Na verdade depois percebi que não era muito diferente dos preços praticados por outras instituições, mas eles dividiam em inúmeras parcelas… 🙂
Os pontos positivos do curso foram: bons professores, na maior parte das vezes. em todos os módulos aprendi muitas coisas novas e, o mais importante, consegui colocar várias coisas em prática nos meus trabalhos.
Os pontos negativos: por ser um curso novo, a turma tinha interesses muito diversos – ao mesmo tempo que isso é ótimo por permitir a diversidade de olhares, acho que às vezes atrapalhou um pouco nos trabalhos em grupo (escolhas do tema, por exemplo), achei a instituição um pouco desorganizada
Agora penso em fazer outra pós ou prestar o mestrado ano que vem…
Alguém tem uma dica aí?
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s