As cinco linguagens do amor

Recentemente li um livro de Gary Chapman chamando “As cinco linguagens do amor”. Achei muito interessante e recomendo a leitura…

O livro fala sobre as linguagens do amor que usamos para transmitir nossos sentimentos às pessoas e que, se não falarmos a mesma língua, nossa comunicação pode ficar confusa.

Como assim? Vamos supor que minha primeira linguagem seja palavras de afirmação (para mim é importante dar e receber elogios, por exemplo) e a do meu marido, atos de serviço (fazer tarefas em casa é a forma dele de demonstrar seu amor por mim). Se ele fizer só o que acha correto para demonstrar seu amor, eu sempre vou achar que está faltando alguma coisa (elogios) e ficar frustrada ou com raiva e descontar nele. Uma hora a relação pode se desgastar, por um não entender o outro.

Para resolver esse impasse, num relacionamento devo estar atenta a qual é a primeira linguagem do amor do outro e  tentar demonstrar meu amor falando a linguagem dele, e vice-versa.

O autor do livro fala muito sobre isso no casamento, mas deixa bem claro que é um princípio para qualquer relacionamento, inclusive entre pais e filhos…

Para quem não tiver a oportunidade de ler, veja quais são as linguagens do amor e com qual você se identifica mais:

1. Toque físico – você se sente amada quando a pessoa sempre te abraça, te faz um cafuné… enfim, demonstra seu carinho por meio de toques físicos.

2. Tempo de Qualidade – você quer que, em algum momento do dia, a pessoa pare tudo só para se dedicar a te ouvir ou realizar alguma atividade junto com você.

3. Atos de serviço – para você, a dedicação de uma pessoa por meio de um serviço realizado (fazer o jantar em um dia que você chegou cansada) vale mais do que qualquer outra coisa.

4. Palavras de afirmação – o mais importante para você é o reconhecimento verbal de suas qualidades e esforço para realizar algo.

5. Presentes – você gosta de dar e receber presentes e acredita que, independente do valor, aquele objeto demonstra que a pessoa lembrou-se de você e a ama.

Saber qual é nossa primeira linguagem do amor e entender das pessoas com quem nos relacionamos, não vai resolver todos os problemas da nossa vida, mas pode evitar conflitos desnecessários e fazer-nos pessoas mais satisfeitas e felizes.

E vocês? Concordam com isso?

Anúncios

2 comentários sobre “As cinco linguagens do amor

  1. Concordo, apesar de não me identificar de cara com uma das linguagens, acridotero que cada um tenhamos uma maneira de demonstrar e carinho assim como uma maneira que gostamos de recebe-lo de volta, aprender essas formas em um relacionamento faz todo a diferença.

    1. É isso mesmo Carla! Acho que o mais importante em um relacionamento é se doar e construir juntos para dar certo! Essa é uma das formas, mas todos podemos encontrar a nossa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s