Eleições 2012 – Dicas para a escolha do candidato

Sempre gostei de participar da vida política de minha cidade, mas depois que comecei a trabalhar em órgão público, percebi o quanto é importante fazer uma escolha consciente durante as eleições e, ainda mais importante, cobrar do seu/sua candidato(a) uma postura coerente com o que prometeu.

Infelizmente, vejo muita gente que apoia candidatos esperando receber algo em troca (vamos combinar que esse é um dos starts da corrupção). Mas, eu procuro aquele/a que vai ser o melhor para a cidade em que vivo e tenho utilizado alguns critérios ao escolher para quem vai meu voto e apoio. Para quem ainda não escolheu seu/sua candidato/a, aí vão as dicas para saber se deve votar mesmo naquela pessoa em quem pensou:

  1. Essa pessoa demonstra integridade? Você pode observar se seu discurso e prática são coerentes entre si. Como este ano as eleições são municipais, isso fica mais fácil de perceber.  Provavelmente tem alguém da sua região, do seu trabalho ou comunidade religiosa se candidatando e que virá pedir seu voto. Além disso, tem aqueles que já são figuras públicas em sua cidade e alguns atos já são conhecidos de todos. Você também pode pedir referências a pessoas de sua confiança. Não se esqueça: se antes do mandato a pessoa já não mostra integridade, não vai ser depois que ela vai demonstrar.
  2. As propostas de gestão para a cidade vão de encontro com o que você acredita? “Em que tipo de cidade você quer viver?” – esse é o tipo de pergunta que o/a candidato/a tem que saber responder rapidamente e ainda apresentar propostas concretas do que vai fazer, caso eleito/a, para alcançar esse objetivo (cuidado com promessas genéricas ou irrealizáveis). Se o que ele/a responder for de acordo com suas expectativas, ponto pra ele/a.
  3. Quais os meios que ele/a utiliza para fazer campanha? Pelos próprios métodos que o/a candidato/a utiliza, você poderá observar se apresenta uma proposta coerente, honesta e sustentável. O/a candidato/a promete um alto cargo dentro do governo para A ou B em troca de apoio? Dá cestas básicas e outros itens em troca de votos? Faz campanhas milionárias com dinheiro de origem duvidosa?
  4. Quais as alianças que ele/a constrói? Muitos candidatos fazem alianças incoerentes e, inclusive, com pessoas que já demonstraram total falta de integridade só  para ganhar mais tempo de veiculação da campanha no horário eleitoral gratuito. Pense: com quem mais ele/a vai se juntar e quais interesses vai defender, caso eleito/a?

Bem, essas são minhas dicas. Lembre-se que as consequencias de suas escolhas duram, no mínimo, 4 anos. Boas eleições!

Anúncios

2 comentários sobre “Eleições 2012 – Dicas para a escolha do candidato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s